Feeds:
Artigos
Comentários

Fernando Nobre estará no distrito de Coimbra no próximo dia 24 de Julho. O candidato presidencial vai visitar os concelhos de Montemor-o-Velho, Mira e Cantanhede.

A visita terá início às 09h30 na Vila de Pereira, com uma visita à Cruz Vermelha. Às 11h Fernando Nobre estará na Confraria dos Pastéis de Tentúgal a que se seguirá um almoço com os pescadores da Praia de Mira (13h30). Para as 15h45 está agendada uma visita ao Museu Etnográfico e às 17h uma passagem pelo recinto das festas de S. Tomé.

O presidente da Câmara de Cantanhede, João Moura, receberá Fernando Nobre às 20h à entrada da Expofacic para uma visita ao recinto. O dia será concluído com um jantar nas tasquinhas da exposição/feira que este ano festeja 20 anos.

[vídeo da SIC]

O candidato à Presidência da República estará no próximo dia 12 de Julho, a partir das 20 horas, no Fórum Portucalense para participar no debate “Cidadania: presente e futuro”.

Fernando Nobre é o primeiro convidado da associação cívica depois de quatro anos de inactividade. O debate vai decorrer no Hotel Infante de Sagres – Praça Filipa de Lencastre, Porto.

[informação sobre inscrições neste link]

Fernando Nobre diz que presidente deve participar «nas orientações estratégicas do país»

O candidato às presidenciais nas próximas eleições, em 2011, defendeu, este sábado, que o presidente da República deve participar na orientação estratégica do país.

«O presidente da República não é um mero adorno ou corta fitas, é um homem que, por ter sido eleito unipessoalmente, por sufrágio universal directo, tem a legitimidade para influir e participar nas orientações estratégicas do país», disse Fernando Nobre aos jornalistas na inauguração da sua sede de campanha nas Caldas da Rainha.

Nobre juntou mais 250 assinaturas às «mais de cinco mil» que diz que já tem e explicou que «o objectivo é até final de Agosto» conseguir «as 15 mil assinaturas».

O candidato presidencial disse, ainda, que conta com o apoio «de todas as pessoas». «Eu não irei para Belém para me sentar numa cadeira e para me instalar», garantiu Fernando Nobre.

[A Bola – 10.07.2010]

Nobre aconselha rigor na gestão de empresas públicas
Candidato preocupado com as dívidas das Estradas de Portugal

[Por: /CP | 10-07-2010 15: 05 TVI24]

Fernando Nobre manifestou preocupação sobre as dívidas das Estradas de Portugal e aconselhou rigor na gestão para que as empresas públicas não se endividem para além das suas possibilidades.

«As dívidas da Estradas de Portugal somam-se a múltiplas outras dívidas e isso só quer dizer que, em termos de gestão pública, há que ser particularmente rigoroso para não nos endividarmos além das nossas possibilidades e não termos sonhos que ultrapassem as nossas capacidades e as nossas medidas», afirmou o candidato presidencial.

Estradas de Portugal sem dinheiro, PSD quer explicações

«Agora que a dívida está feita há que fazer face, mas eu acredito que no que diz respeito à gestão do Estado era importante vermos uma racionalização efectiva de tudo o que é essencial termos e de tudo o que não é essencial», disse o candidato a Belém, criticando «as inúmeras centenas de fundações e institutos públicos e certas parcerias público privadas que têm sido particularmente ruinosas para o Estado e para a nação».

Para Fernando Nobre, «há que repensar tudo isso e ter um saneamento das contas». Os gestores públicos, continuou, devem ser um exemplo «de ponderação e moderação» já que «se as administrações não forem exemplo, dificilmente poderão exigir sacrifícios a toda a hierarquia que depende deles».

Fernando Nobre falava nas Caldas da Rainha onde almoça com apoiantes, depois de esta manhã ter inaugurado a sua sede de candidatura e contactado com a população.

[10-07-2010 – 16:33h – redacção/VG/IOL]

«Não irei para Belém para me sentar numa cadeira», diz Nobre
Candidato defende legitimidade do Presidente para participar nas decisões estratégicas do país

O candidato presidencial Fernando Nobre defendeu, este sábado, que o Presidente da República tem legitimidade para influir e participar nas orientações estratégicas do país, noticia a Lusa.
«O Presidente da República não é um mero adorno ou corta fitas, é um homem que, por ter sido eleito unipessoalmente, por sufrágio universal directo, tem a legitimidade para influir e participar nas orientações estratégicas do país», afirmou Fernando Nobre.

O candidato, que inaugurou a sede de campanha em Caldas da Rainha, recebeu dos apoiantes 250 assinaturas para juntar às «mais de cinco mil» que assegura já ter recolhido.

«O objectivo é até final de Agosto termos as 15 mil assinaturas, porque nós entregaremos o máximo», disse aos jornalistas.

Com 14 sedes de campanha já inauguradas e a abertura de mais três prevista até ao final do mês, Fernando Nobre diz-se receptivo a aceitar «apoios de todas as pessoas que entenda serem mais-valias para o país, seja de que quadrante político for».

O candidato que diz entender «ter chegado o momento de tomar o seu destino em mãos», defendeu perante algumas dezenas de apoiantes que o país precisa «de um grande consenso nacional para enfrentar uma causa nacional que implica defender o que nos resta de soberania» e prometeu, se for eleito, «pugnar pela exemplaridade».

«Eu não irei para Belém para me sentar numa cadeira e para me instalar», disse o candidato que acredita conseguir mobilizar «muitos daqueles que não votavam, ou que votavam nulo ou branco».

Após a inauguração da sede (na Av. 1º de Maio), Fernando Nobre participou numa arruada pelas principais ruas do comércio e culminou a passagem por Caldas da Rainha num almoço com apoiantes.

No próximo dia 22 de Julho, na Praça da República em Coimbra, das 15h00 às 21h00, vamos realizar mais uma recolha de assinaturas, com passagem pelo MAC (Movimento Artístico de Coimbra – D. Dinis) onde estará presente a artista Isabel Sousa Pinto de Cascais (voluntária da candidatura de Fernando Nobre) com uma exposição de pintura.

Estamos todos convidados a aparecer e a participar! Vai ser uma tarde/noite agradável. Prometemos!

Cordiais Saudações.
A Comissão Executiva Distrital